Este espaço foi pensado para divulgar e discutir a Cidade de Ipu/CE de uma forma bem espontânea, através de crônicas, causos, versos, além de opiniões e comentários diversos, tanto do autor, quanto dos nossos visitantes. O blog IPU EM CRÔNICAS E VERSOS, embora com muita humildade, busca também promover as peculiaridades do Nordeste através do cordel, uma das expressões mais originais de nossa cultura. Sejam todos bem-vindos! (Ricardo Aragão)


6 de abril de 2011

POVO DE CULTURA

.

JÉSSICA XIMENES
Outra Promessa nos versos!








APRESENTAÇÃO


 
Por estes versos caboclos.
Rústicos, sem rumo
E sem métrica
Venho agora apresentar.
A jovem Jéssica Ximenes.
Poetisa do lugar.
De olhar sereno e forte
Figura doce, sem par.
Do Ipu e sua gente.
Vem com seus versos falar.
Da cultura de um povo
Suas glórias suscitar.
Filha de pais Ipuenses.
Minha aFILHAda também.
Estudante universitária
Mais tarde vai se formar.
Juntamente com a Mariana
De sobrenome Aragão
Como novas postulantes
Ao cargo de poetisas
Da mais nova geração
De uma terra fértil e doce
Rica em cultura e saber.
Traz a coragem nas veias
Como Delmiro Gouveia.
Gosto pela poesia,
Trazida do coração
Seguindo as pegadas firmes
De Ricardo e Dalinha Aragão.
E ainda fazendo um elo
Com o mestre Chico Melo



Pedro Fortuna
(padrinho)




Feita a poética apresentação do eminente ipuense (e orgulhoso padrinho) Pedro Fortuna, vamos aos belos versos da promissora poetisa Jéssica Ximenes!





POVO DE CULTURA


Vejam só que ousadia
Vou tomar este espaço
E tentar falar com franquia
Sobre um povo inteligente
Sábio e de grande simpatia

Pense num povo de Cultura
No Ipu é o que se ver
Tem a AFAI, tem a AILCA,
Tem até blog pra ler
Ficar por dentro da história,
Aumentar o Saber
Desse povo tão guerreiro
Que é bonito de se ver

Tem o blog “Ipu em crônicas”
Feito pelo Ricardo Aragão
Lá ele fala sobre tudo
Mas com muita educação
Resgatando a essência da cidade
Com uma grande perfeição

Tem também o blog do Chico Melo
Professor capacitado
O homem é tão inteligente
Que a gente fica até assustado
Conhece o Ipu como a palma das mãos
O que nos dar um gosto danado

Dentre esses, tem outros
Que não ficam para trás
Se eu for falar de todos
Vou escrever demais
Eu já disse e digo de novo
O povo é muito capaz

Vou encerrando minha prosa
E convido vocês para conhecer
Essa cidade que e tão bela
De Cultura e de Saber
Onde o povo se orgulha
De aqui poder viver



Jessica Ximenes
Março/2011


.

5 comentários:

Ricardo Aragão disse...

Com imenso prazer, publiquei os versos da Jéssica (e do seu padrinho) neste meu blog. Vejo nos jovens, principalmente, a salvaguarda de nossa Cultura Popular, sobretudo a Literatura de Cordel.

Portanto, Jéssica, você acaba de assumir um enorme compromisso com a manutenção dessa cultura tão nossa, nordestina.

Mas não se atenha apenas ao Cordel, siga sua inspiração da forma e quando ela se manifestar. E jamais desperdice um momento para escrever, quando a dona inspiração mandar, viu?

Ao amigo Pedro Fortuna, meu agradecimento pelo incentivo dado à nossa Cultura através da Jéssica.

À poetisa, muitíssimo sucesso e conte sempre com este amigo e este blog para publicar seus escritos.

Cordialmente,
Ricardo Aragão

Jéssica Ximenes disse...

Que satisfação poder ler versos feitos por mim neste blog. Com certeza querido Ricardo, irei sempre procurar saber mais a cada dia e me dedicar para ajudar na preservação da nossa cultura.
Se prepare, que eu ainda vou lhe "pertubar" muito lhe apresentando meus versos, conto com vc!
Esse meu padrinho também não poderia ser melhor!!! Sou fã dele.
Pois bem, obrigada Ricardo. Seu reconhecimento é uma honra para mim! Abraço

Jéssica

Prof. Melo disse...

Meu Caro Ricardo

Nós ipuenses somos um potencial na Cultura. Na verve Poética a nossa potencia se aguça a todo prova.
Fico muito feliz pela Jéssica Ximenes está no meio de nossas poesias.

Um forte abraço.
Professor Francisco Melo

Francisca Ferreira do Nascimento disse...

Ricardo, Bom Dia!

Desconhecia o talento da Jéssica, para mim foi uma surpresa.Mas é isso temos ao nosso redor uma pluralidade talentos, e eu sei como estes talentos ficam satisfeitos quando são valorizados, aplaudidos, porque na verdade o aplauso e o elogio é o maior cachê que o artista recebe.A Jéssica é uma revelação.Investir é a ação.

Francisca Ferreira

Dalinha Catunda disse...

Olá Ricardo,
É muito importante este espaço que você abre para novos talentos.
Primeiro foi Mariana,
Agora a Jéssica Ximenes é um incentivo grande, sim.
Parabéns a Jéssica por entrar no mundo da poesia e tão bem apresentada por seu padrinho Pedro Fortuna e apoiada por Ricardo o descobridor de talentos.
Um abraço a todos,
Dalinha